[Livro] Vox – Christina Dalcher

Em um futuro não muito distante, nos E.U.A com a ascensão de um novo presidente um grupo intitulado Movimento Puro ganhou força e agora as mulheres utilizam um contador de palavras: por dia, cada mulher, moça ou menina só pode falar 100 palavras.

Olá, tudo bem?

É com essa premissa que somos apresentados ao livro Vox, escrito pela Christina Dalcher. A Editora Arqueiro trouxe ao Brasil esse  livro, que minha gente, houveram momentos que eu tinha que fechar o livro pra não passar raiva, já que, muitas das coisas que a Dra. Jane passa, não é pura invenção da autora, mas sim, algo que nós mulheres temos que enfrentar todos os dias. Mas vamos primeiro falar da sinopse e depois falaremos das gasturas.

71a77XyCxUL
Você pode encontrar o livro na Amazon

Dra. Jane é neurolinguista e estava tentando descobrir a cura da para a afasia de Wernicke até que com o novo governo as mulheres tiveram que largar seus empregos e dedicar-se totalmente aos afazeres do lar e também seus filhos. Sem direitos, elas foram até mesmo privadas de falar, tendo uma cota diária de palavras. Jane inconformada,  passa dia após dia vendo os seus quatro filhos sendo moldados nessa nova sociedade, mãe de quatro filhos, seu primogênito começa a agir como os Puros e sua filha de seis anos fica cada vez mais acostumada a falar menos. Mas um acidente com o irmão do presidente, faz com que os homens do governo venham procurar Jane para que ela retome seus experimentos para a cura da afasia e cada vez mais ela se lembra das palavras de sua antiga colega de quarto na época da faculdade, a mesma que lutava pelos direitos das mulheres.

As primeiras páginas não foi fácil de digerir, devo confessar. Há momentos na história que eu como mulher sei que acontece o tempo todo. Já comentei aqui que trabalho na área de T.I. e a quantidade de preconceito que sofro é grande, claro que algumas vezes percebo que é meio “sem querer”, pois nossa sociedade é tão machista que isso se tornou algo intrínseco. Mas me incomodei mesmo foi ver o filho da Jane, o Steven.  Como esse menino me tirou do sério durante a leitura, pois, cada palavra que ele fala é exatamente as mesmas que ouvimos por ai dessa nova geração, que infelizmente está cada vez mais desinformada e arrogante. Não é assim que estamos moldando nossos jovens?

Sim! A autora ataca as religiões. veja bem,digo as religiões pois durante a narrativa a gente pode traçar vários paralelos com muitas religiões que cegam as pessoas, e infelizmente, no Brasil estamos vivenciando exatamente esse tipo de coisa: um homem no poder executivo acha que pode socar goela abaixo a religião dele, mostrando-se totalmente despreparado e totalmente machista. A começar que nem o estado laico ele respeita e respeita ainda menos as mulheres. Então pensa como para mim foi triste ver que vivo em um país que não está muito distante da distopia deste livro, ela é quase palpável aqui.

PSX_20190407_165023

Mas não morri de amores pelo livro. A partir do momento que um personagem aparece, fica simplesmente massante. Os pensamentos da Jane que no começo são de revolta contra o sistema e as lembranças de sua colega de quarto que lutava contra esse regime, é trocado por pensamentos de “a mão dele é diferente do de Patrick”, – ok, dei uma exagerada aqui -, mas se torna muito chato quando um antigo flerte dela aparece. Tudo parece girar em torno dele e para ele, e toda aquela coisa que estávamos lendo sobre uma mulher que está revoltada com a situação meio que cai por terra quando ela fica cega por esse amor. Tanto que há cenas que fiquei indignada por ela pensar mais no Lorenzo do que no filho dela.

De modo geral o livro serve como um grande alerta. Temos sim que abrir nossos olhos e lutar pelos nossos direitos, mas devemos também lembrar dos nossos deveres, como por exemplo votar.

Fica a sugestão de um livro que nos faz refletir e de certa forma é poderoso.

selo_parceiro_arqueiro_2019

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: