[Mangá] Ajin – Tsuina Miura

“Dezessete anos atrás, apareceu um humano imortal em um campo de batalha na África. Desde então, mais desses seres são descobertos de tempos em tempos em meio à humanidade, e eles passaram a ser chamados de “Ajins”. No Japão, um aluno sofre um acidente de trânsito na volta para casa e morre na hora. Só que ele ressuscita! É o surgimento de mais um Ajin. Um grande prêmio é oferecido pela sua captura e isso desencadeia uma verdadeira caçada. E assim, começa a fuga de um garoto perseguido por toda a humanidade.”

nagai_kei__ajin__by_amarfis_d9wrpd1-pre

E essa é a sinopse deste mangá frenético, tanto na ação quanto nos mistérios. Somos apresentados ao protagonista, Kei Nagai, um jovem estudante comum que só se preocupa com seus estudos e seguir carreira profissional. Como foi dito, nesse mundo há pessoas imortais chamadas de Ajins. Sua origem ainda é um mistério para a humanidade e quando um Ajin é encontrado logo é apreendido pelas autoridades do governo e levado a locais de isolamento onde é usado como cobaia ou torturado, sob o ponto de vista dos próprios Ajins e do leitor. Porém vale lembrar que, para a humanidade, eles não são tidos mais como humanos, algo que é constantemente citado pelos personagens. Ajins são tratados como meros seres abomináveis e subjugados a morrer várias vezes para poder se provar o limite dessa imortalidade. Isso explica todo o desespero de Nagai ao descobrir que é um Ajin e o que o espera se for pego pelas autoridades japonesas.

Ao longo do primeiro volume, acompanhamos a fuga de Nagai junto a seu amigo de infância Kai, rumando para o interior do Japão em busca de um lugar seguro. Ao mesmo tempo, vemos a ação das autoridades na tentativa de capturá-lo e toda a movimentação que isso gera.

Uma das coisas mais intrigantes de Ajin é como o conceito de humano aqui é traçado de uma forma bem pontual. A partir do momento em que é confirmado que um humano é um Ajin, ele perde todos os direitos, até de defesa; mesmo que não tenha cometido crime algum ele é considerado uma aberração que precisa ser isolada do mundo. Claro que isso não é dito explicitamente no mangá, mas é algo que dá para ser notado com um pouco mais de atenção.

ajin500

Ao mesmo tempo em que Nagai quer ser esquecido e viver uma vida normal novamente, existe um pequeno grupo formado por outros Ajins liderados por um homem chamado Satou que quer o reconhecimento deles perante a população. Atuando como uma espécie de terrorista, Satou e seu grupo cometem atentados visando alcançar seus objetivos. Mas por trás disso, Satou apenas usa essa causa como desculpa para participar daquilo que ele mesmo chama de “jogos”. Ele só quer provar a si mesmo que está vivo pondo-se em risco e matando o máximo possível. Os caminhos de Nagai e Satou irão se cruzar em algum momento e ambos terão que travar uma guerra pela sua própria existência.

Ajin está sendo publicado pela editora Panini e, atualmente, conta com 11 volumes lançados. Não há uma periodicidade certa pois ele já alcançou a publicação japonesa. O volume 12 já foi anunciado, mas até o fechamento desse texto ainda não foi lançado.

Há, também, uma adaptação para anime disponível na Netflix. Embora a qualidade da animação seja bem questionável por ser um CG, o enredo é muito bom, tendo algumas alterações da história original, mas que ficaram em alguns momentos até melhor do que no mangá (opinião estritamente pessoal).

Então é isso, fica aqui a minha recomendação de um mangá não tão atual no mercado brasileiro, mas que tem uma história muito boa e que questiona a nós mesmos o conceito de humanidade e de direitos.

WhatsApp Image 2019-02-17 at 11.37.50

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: