[Livro] Harry Potter e a Pedra Filosofal – J.K. Rowling

Quem já leu Harry Potter diga Wingardium Leviosa e não Leviosaaaaa \o/

Olá, tudo bem?

Eu sou da geração que cresceu assistindo aos filmes do Harry Potter, na época eu não tinha costume e nem dinheiro para comprar os livros, então o que meus primos fizeram por mim: me chamavam para sessões pipoca e foi assim que me apaixonei pelo mundo dos bruxos.

Não vale apena mergulhar nos sonhos e esquecer de viver.

Depois de muitos anos eu pude ler o livro e li primeiro As Relíquias da Morte (ganhei aos quinze anos) e vi no cinema ao filme também. Só fui ler os livros da maneira certa (do primeiro ao último) aos 19 anos e agora, para incentivar o Mozer Dias do blog Leituraverso, estamos relendo um livro por mês. Então menos embromação e mais resenha sobre o livro.

Eu conheço e você também qual é a história: um menino que tem uma cicatriz em formato de raio na cabeça foi criado pelos tios que nunca demonstraram nenhum pouco de amor por ele, além do seu primo que o persegue para atormentá-lo. Harry dorme debaixo das escadas na casa do tio e usa as roupas velhas do primo, sabe, pelo seus tios, é claro, que os pais morreram em um acidente de carro, mas ele se lembra de uma luz forte e verde. Coisas estranhas acontecem ao redor de Harry o que deixa seus parentes nervosos e por fim, um dia uma carta chega endereçada para Harry, até que, mesmo as várias tentativas de seu tio de não deixar que ele lesse, um homem gigante aparece no dia do seu aniversário falando que ele é um bruxo assim como os pais e que tem uma vaga na melhor escola de bruxaria e magia: Hogwarts. E é exatamente nessa escola que ele vai conhecer seus melhores amigos e mais sobre seus pais e o bruxo das trevas que matou sua família mas que ele sobreviveu tendo apenas um arranhão, o raio em sua testa.

– Você é um bruxo Harry.
– Eu, eu sou o que?
– Um bruxo, e vai ser um bruxo de primeira se tiver treinado um pouco.
– Não, o senhor se enganou. Sabe, eu não posso ser um, um bruxo. Eu, sou o Harry, só Harry.

Embora eu já tenha visto muitas vezes ao filme e já ter lido ao livro, devo falar que cada vez mais vejo um detalhe o outro que, na minha humilde opinião, só se torna perceptível com o passar da nossa idade. Percebi que o senhor Digori aparece logo no primeiro livro, que o Harry não é só esse menino todo sofrido, apesar de tudo o que ele passou, logo nos primeiros capítulos a gente vê um pouco da sua frieza (sutil, mas que existe) para com algumas pessoas.

As cicatrizes podem vir a ser úteis.

Harry Potter não é apenas um livro para crianças que fala de magia. É um livro que conversa com a sua criança interior, vai te lembrar quem você foi e quem imaginou que seria. Também vai falar com você adulto e conversar de igual para igual sobre as suas inseguranças e sonhos de adulto.

Um livro para todas as idades e que merece sim releitura. Então, se nunca leu, leia… se já leu, não está na hora de tirar da estante e embarcar nesse universo novamente?

Mês que vem tem mais, beijos e até 😉

Desafio da BBC

Anúncios

2 comentários em “[Livro] Harry Potter e a Pedra Filosofal – J.K. Rowling

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: