[Mangá] Jojo’s Bizarre Adventure – Hirohiko Araki

Nota da Editora: aaaah me perdoem, eu acabei atrasando a postagem, mas juro que não foi por mal. Perdoem-me e divirtam-se com a resenha do Felipe 😉

Finalmente uma das obras mais aclamadas e longas do Japão começa a ser publicada no Brasil. E assim começa as aventuras bizarras da família Joestar!

Jojo’s Bizarre Adventure é uma obra que começou a ser publicada em 1987 e conta hoje com mais de 100 volumes encadernados e ainda em andamento (e você ai achando que One Piece era o mangá eterno), atualmente ele se encontra na sua oitava parte. Mas é sobre o começo de tudo isso que iremos tratar hoje, mas especificamente sobre a parte um Phantom Blood.

Uma rápida explicação: Antes a história era publicada de forma continua, sendo separada apenas por arcos como qualquer obra, mas cada novo arco era protagonizada por um membro da família Joestar, não sendo necessariamente obrigatório ler o arco anterior para entender a sequência, só quando a obra chegou ao seu sexto arco (Stone Ocean) os editores quiseram mudar o nome da serie de Jojo para Stone Ocean, para uma tentativa de renovar a obra, mas o autor sempre quis manter o título original, usando o nome dos arcos como subtítulo e assim em uma nova compilação a história passou a ser dividia em partes. Voltaremos a falar sobre isso depois, agora vamos falar sobre a história da primeira parte.

JOJOS

A história começa mostrando o povo asteca em um ritual com uma máscara de pedra que parece ter poderes místicos e fazem todos ali viverem em função dela, ate que um dia sem nenhuma explicação todo aquele povo desaparece e a máscara se perde na história. Somos levados para a Inglaterra de 1880, onde Dario Brando está agonizando e no seu leito de morte ele entrega uma carta a seu filho Dio, dizendo para ele procurar a família Joestar, pois há 12 anos ele “salvou” o filho recém-nascido do patriarca da família em um acidente, assim Joestar tinha uma dívida de honra com Dario e iria cuidar de Dio. Então após a morte de seu pai Dio parte para mansão dos Joestar decidido a fazer de tudo para herdar a fortuna deles e satisfazer todos os seus desejos gananciosos.

Jonathan Joestar é o filho salvo e tem a mesma idade de Dio, um jovem muito puro e inocente, na verdade a palavra certa seria dizer que ele é bem “ingênuo” e sua vida muda completamente quando Dio Brando chega a sua casa. Chamado por todos de Jojo, Jonathan tem sua vida sempre perturbada por Dio que a todos conquista com suas habilidades e lábia, fazendo da vida de Jojo um tormento, e Dio é ruim ao ponto de cometer atrocidades ate mesmo com o podre cachorro do Jojo (os amantes de animais irão odiar esse personagem).

E esse primeiro volume se mantém quase tudo nisso, Dio atormentando e afastando todos de Jojo e ele tentando perdoar ou entendo o porquê de Dio fazer essas coisas, até que temos um salto no tempo de 7 anos onde quando Dio está prestes a se formar na faculdade e assim poder ter direito a fortuna dos Joestar já que tinha sido oficialmente adotado, Jojo descobre os planos de Dio e o confronta, é nesse momento que a mascara de pedra que aparece no começo da história ganha destaque. Na verdade a máscara tinha sido comprada por Joestar há muitos anos e estava exposta na mansão desde que Dio havia chegado lá. Jojo que estava se formando em arqueologia vinha estudando a mascara há anos e sabia que ela reagia a sangue, mas não sabia dos seus poderes e é depois de fazer um teste com ela para tentar matar Jojo que Dio descobre seu real poder e a usa em benéfico próprio.

O que acontece com Dio, e como Jojo irá superar essa nova ameaça, só lendo para descobrir, mas o tom da obra evolui de uma forma bem coerente, de um começa com tramas politicas e desejos de poder para uma suspense/terror fantasioso cheio de poderes sobrenaturais, o titulo parece fazer jus a obra a partir daqui.

jojo's-bizarre-adventure-wallpapers

Como mencionei antes, a obra é dividida por parte e essa primeira parte será completa em três edições. No Brasil a publicação da Editora Panini será desta forma, cada parte será publicada de forma independente, ou seja, a primeira parte Phantonm Blood se encerra no volume três, a segunda parte, Battle Tendency serão cinco volumes, recomeçando a numeração de 1 a 5, e ela conta com um novo protagonista, e assim será sucessivamente. Dessa forma o leitor fica livre para começar da parte que mais lhe agradar, sem necessariamente ter que ler as anteriores, embora uma ou outra referência ou até mesmo personagens de uma parte anterior podem dar as caras em outros arcos.

Sobre a qualidade física do mangá, para quem teve contato com as edições de Zelda, Jojo’s segue o mesmo padrão, embora o formato seja um pouco menor do que o outro e o numero de páginas seja menor também. Com papel offset, capa cartão com verniz localizado, orelhas e uma única página colorida com a mesma ilustração da capa, ao preço de R$ 29,90 e periodicidade bimestral.

Eu sou um leigo sobre essa obra, esse foi o meu primeiro contato com ela e embora a arte seja bem datada e a narrativa um pouco “pomposa” para os dias atuais, foi uma leitura bem simples e agradável, fluiu super bem e agradou bastante. Se você procura algo descontraído, um tanto clichê e sem grandes objetivos, essa talvez seja uma leitura que lhe agrade!

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

Escreva um blog: WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: